CONSEF está no Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Mogi das Cruzes

Nair Kamiyama e Rosângela Abílio são as representantes da Associação Comercial na gestão 2019-2021 no Conselho que tem a missão de sugerir ações e cumprir políticas e programas de atenção às mulheres na cidade

O CONSEF – Conselho Empresarial Feminino está presente na composição eleita para a gestão 2019-2021 do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Mogi das Cruzes, empossada na última sexta-feira (06/09). O grupo formado por 44 conselheiras (titulares e suplentes) tem como missão sugerir, acompanhar e cumprir políticas e programas de atenção às mulheres na cidade.

A diretora superintendente do CONSEF, Nair Kamiyama, foi empossada entre as titulares e sua suplente é a diretora-conselheira Rosângela Abílio. Ambas foram indicadas pela direção da ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes para representar a entidade no Conselho Municipal.

Atuar em prol das conquistas femininas é sempre gratificante, mas também um desafio porque ainda existem muitas diferenças e, principalmente, o problema da violência que é tão evidente. Mas tenho certeza que com a experiência do CONSEF, que há 20 anos desempenha ações para fortalecer o papel da mulher na sociedade e nos negócios, poderemos contribuir ainda mais com a cidade”, ressaltou Nair Kamiyama.

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher é formado por representantes da Sociedade Civil e do Poder Público. Durante a cerimônia de posse, o vice-prefeito Juliano Abe, destacou os principais avanços em diferentes áreas de atendimento ao público feminino, como segurança, saúde e assistência social. “Estamos diante de um dos Conselhos de maior legitimidade e nosso principal desafio é manter os direitos e avanços conquistados nos últimos anos em nossa cidade”, disse.

Mogi das Cruzes conta com uma das mais completas redes de saúde para atendimento às mulheres, com diversos equipamentos e serviços especializados como o Pró-Mulher, no Mogilar, o Programa Mãe Mogiana e o Banco de Leite Humano. Na área de Segurança, o município conta com a Patrulha Maria da Penha, que há mais de um ano oferece acompanhamento preventivo e periódico para garantir proteção às mulheres em situação de violência que possuem medidas protetivas de urgência expedidas pela Justiça, com base na Lei Maria da Penha.

A primeira reunião ordinária da nova gestão do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher será no próximo dia 25.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese