Associação Comercial de Mogi reforça pedido para liberação de drive-thru para o comércio

Pedido veio após anúncio de prorrogação da Fase Crítica até dia 11 de abril
Com a prorrogação da Fase Crítica anunciada pela Prefeitura de Mogi, a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) reitera o pedido para a flexibilização das regras, autorizando o serviço de drive-thru para o comércio. A entidade é sensível à atual situação da pandemia de Covid-19, mas ressalta que muitos empreendedores tiveram que reduzir a atividade ou manter as portas fechadas, o que consequentemente, gera demissões no setor.
A diretoria da ACMC, pede que a Prefeitura de Mogi, acompanhe as medidas adotadas pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), que segue a Fase Emergencial do Plano São Paulo. “Muitos dos consumidores mogianos estão fazendo suas compras nas cidades vizinhas, isso prejudica ainda mais as nossas lojas e serviços”, acrescenta a presidente da ACMC, Fádua Sleiman.
A Fase Crítica permite apenas que o serviço de alimentação e lojas de material de construção possam realizar o serviço de drive-thru. “Com a Fase Emergencial conquistamos o direito de usar as vagas da Zona Azul para que os clientes retirassem as compras feitas previamente. Na Fase Crítica, esse serviço não pode ser mais prestado, o que prejudicou vários setores do comércio. Acreditamos que a flexibilização do drive-thru seria um apoio importante, sem que os esforços para conter o aumento dos casos de Covid-19 fossem prejudicados”, argumenta Fádua.
A Fase Crítica, que agora segue até o dia 11 de abril, prevê que lojas de rua, shoppings e bares, só podem atender por meio de delivery. No decreto, os escritórios devem manter os funcionários em teletrabalho, os estabelecimentos de educação não podem ter aulas presenciais e as academias devem ficar fechadas. “Precisamos do apoio de todas as esferas do governo para enfrentarmos este momento, além de reforçar as ações para ampliar a vacina para toda população”, acrescenta a presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese