Associação Comercial de Mogi pede reforço na segurança para o fim de ano

Entidade solicitou também a ampliação de vagas de estacionamento

Para trazer mais segurança e conforto aos consumidores que farão suas compras da Black Friday e Natal, no comércio da região central, a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), solicitou o reforço no policiamento e fiscalização, além do aumento de vagas de estacionamento na área.
O centro de Mogi é endereço conhecido de compras e concentra uma grande variedade de lojas. Tradicionalmente, nos meses de novembro e dezembro, o movimento de clientes cresce em decorrência das vendas de fim de ano, onde muitos mogianos e moradores de toda Região saem em busca dos presentes e compras de Natal.
Neste período também há mais circulação de dinheiro, motivada pelo pagamento do décimo terceiro salário. Para garantir a segurança tanto dos consumidores quanto dos comerciantes, a ACMC encaminhou um ofício para a Polícia Militar solicitando o reforço de policiamento nas ruas de comércio. A entidade também pediu para a Secretaria Municipal de Segurança a ampliação da vigilância por meio das câmeras de monitoramento e das rondas da Guarda Municipal, além do aumento da fiscalização para coibir o comércio ambulante irregular.
Pensando na comodidade e na acessibilidade dos mogianos, a ACMC solicitou que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento analise a possibilidade de aumentar as vagas de estacionamento na região central para as próximas semanas.

De acordo com a presidente da Associação Comercial, Fádua Sleiman, as medidas são importantes para trazer mais segurança e tranquilidade na hora das compras. “O Natal é a principal data de vendas para o comércio e neste ano seu papel será ainda mais importante, pois vai colaborar com a retomada econômica. Acreditamos que o reforço na segurança e na fiscalização vai coibir possíveis furtos e roubos. Estamos em diálogo constante com nossos comerciantes para que os casos sejam denunciados e registrados, assim, as autoridades policiais podem tomar as medidas necessárias e direcionar seus efetivos”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese